5)Na detecção de animais que irão desenvolver doenças de início tardio: para doenças recessivas,

Merle é uma pelagem caracterizada pela distribuição aleatória do pigmento do pelo, ou seja, manchas em tons e lugares variados, semelhante a uma pedra de mármore, como nas imagens ao lado.

É mais comum em raças como Collie, Pastor Australiano, Pastor de Shetland, Cardigan, Corgi, Daschund e Dog Alemão, mas pode ocorrer também em outras raças.

Esta pelagem é determinada pelo “gene merle”, ou ‘M’, tendo característica dominante, ou incompletamente dominante (depende da maneira como é avaliada). Isto significa que basta o animal herdar somente o gene M do pai OU o da mãe, e já nascerá com a pelagem. Se o cão não herdar de nenhum dos genitores, terá pelagem lisa, ou sólida.

No entanto, o gene M também está relacionado com outras características fisiológicas anormais que só se manifestam quando o mesmo ocorre em duplicata: quando o mesmo é herdado tanto do pai como da mãe. Este animal possui muitos problemas de saúde como cegueira, esterilidade,  epilepsia e surdez em quase 100% das vezes, um conjunto de problemas chamado de “síndrome do duplo merle” (veja imagens abaixo).

O nascimento de um animal 'duplo merle' pode ser prevenido, simplesmente escolhendo o melhor cruzamento, de acordo com o tipo de pelagem:

-o cruzamento de dois animais com pelagem merle e saudáveis terá como resultado 50% dos animais com pelagem merle e saudáveis, além de 25% de animais com pelagem lisa (não merle). No entanto, este cruzamento origina também 25% da ninhada com a síndrome do duplo merle.

- o cruzamento de um animal merle com um animal de pelagem lisa, origina também 50% dos animais merle, enquanto os outros 50% nascem com pelagem lisa. Todos os filhotes deste cruzamento são saudáveis!

Para produzir animais merle, o criador não precisa cruzar dois cães com   este tipo de pelagem!

Não existe nenhuma maneira de ter uma criação de cães 100% merle

Ao adquirir um filhote com esse tipo de pelagem, avalie a coloração da pelagem dos pais! Estimule sempre a criação que prioriza o bem-estar da ninhada!