Como se trata de uma doença multifatorial, é possível que seu animal não tenha o problema mas possua a predisposição genética para a doença. Isto acontece pois existem fatores ainda não determinados que modificam o aparecimento da doença, em animais com predisposição genética. 

 

       Assim, uma maneira ainda mais adequada de avaliar a predisposição genética de seus cães utilizados na reprodução - e afinal o que os mesmos passarão para seus filhotes - é através da avaliação genética. 

        

        Recentemente, foi desenvolvido um teste genético de predisposição, que pode ser realizado em qualquer idade do cão, e por isto o mais indicado é sua realização nos primeiros meses de vida, a fim de 1)decidir se o mesmo será ou não um reprodutor, e com qual tipo de cão poderá ser reproduzido e 2) focar nos cuidados com os fatores ambientais desencadeantes da doença, no caso do mesmo possuir alto risco genético. 

         Este teste foi disponibilizado comercialmente recentemente, e é realizado em poucos laboratórios fora do Brasil (por exemplo, o laboratório Animal Genetics). Esta técnica utiliza a avaliação de três genes diferentes, que já foram demonstrados como sendo importantes para o risco de DMS. Entenda abaixo o teste, e que tipo de resposta o laudo do teste de predisposição à dermatomiosite pode fornecer:

Existem maneiras ainda mais eficientes de diminuir a chance de nascimento de animais que desenvolvam a dermatomiosite

RESULTADOS DE BAIXO RISCO:

aabb  + CC ou Cc

Aabb  + CC ou Cc

aaBb + CC ou Cc

AaBb + CC ou Cc

aaBB + Cc

RESULTADOS DE RISCO MODERADO:

AAbb + CC ou Cc

aaBB + CC

AaBB + Cc

AABb + Cc

RESULTADOS DE ALTO RISCO:

AABb + CC

AaBB + CC

AABB + CC ou Cc

Utilizando estes dados para a escolha de casais, você diminui muito a chance de DMS na ninhada!

CUIDADO! Procure aconselhamento genético! 

- NÃO retire da reprodução qualquer cão com "alto risco"

- NÃO reproduza casais somente porque ambos possuem "baixo risco" (se por exemplo, você escolher um casal de "baixo risco", para o qual são ambos AaBb + CC, você pode ter filhotes AABB, AABb ou AaBB, todos com "alto risco"

A raça que você cria agradece!

Para saber mais...

- Laboratório Animal Genetics: https://www.animalgenetics.us/Canine/Genetic_Disease/DMS.asp

- American Shetland Sheepdog Association (ASSA): https://www.americanshetlandsheepdogassociation.org/dermatomyositis/

5)Na detecção de animais que irão desenvolver doenças de início tardio: para doenças recessivas,