5)Na detecção de animais que irão desenvolver doenças de início tardio: para doenças recessivas,

Abaixo os conteúdos básicos de cada palestra estão listados. Se precisar de alguma palestra personalizada (por exemplo, para alguma raça específica)entre em contato!

- Melhoramento genético para doenças neurológicas caninas

Público alvo: médicos veterinários e estudantes de medicina veterinária.

Conteúdos: 

- diferenciação de etiologias genéticas: multifatorial x recessivas

- melhoramento genético para doenças recessivas: a mielopatia degenerativa, e outras doenças

- o melhoramento genético para doenças multifatoriais: seringomielia e epilepsia

- usos e limitações de exames genéticos para doenças neurológicas: testes disponíveis no mercado e seus significados

 

- O melhoramento genético à serviço da saúde na cinofilia

Público alvo: criadores de cães

Conteúdos:

- diferenciação de etiologias genéticas: multifatorial x recessivas

- seleção de reprodutores para minimizar a chance de ninhadas com doenças

- melhoramento genético para doenças multifatoriais: displasia coxofemoral e outras

- uso e limitações de exames genéticos: aplicação para doenças recessivas (mielopatia degenerativa, atrofia progressiva da retina e outras)

- a relação entre consanguinidade x saúde

- A genética contribuindo para a criação do Fila Brasileiro*

Publico alvo: criadores de cães

Conteúdos:

-diferenciação de etiologias genéticas: multifatorial x recessivas

- seleção de reprodutores para minimizar a chance de ninhadas com doenças

- melhoramento genético para doenças multifatoriais: displasia coxofemoral 

- uso e limitações de exames genéticos: aplicação para doenças recessivas

- exames de composição racial

- a genética das cores no Fila Brasileiro

- a relação entre consanguinidade x saúde

* ou de qualquer outra raça específica

- A contribuição do médico veterinário para a  cinofilia

Publico alvo: médicos veterinários e estudantes de medicina veterinária 

Conteúdos:

- uma reflexão sobre ideologia e conhecimento técnico

- a evolução do uso do melhoramento genético na cinofilia no primeiro mundo

- diferenciação de etiologias genéticas: multifatorial x recessivas: fontes seguras de consulta

- como orientar sobre doenças multifatoriais: consequência no contrato de compra e venda

- como orientar sobre doenças recessivas: consequência no contrato de compra e venda

- indicando laboratórios e exames genéticos

- como orientar sobre a avaliação e os limites da consanguinidade

- A genética da coloração da pelagem: possibilidades de previsão e o uso de exames de DNA

Publico alvo: criadores de cães

Conteúdo:

- entendendo como prever a coloração da pelagem na ninhada

- cores dominantes e recessivas

- variações entre raças

- preto sólido, branco sólido

- merle, arlequim, manchas brancas, colar irlandês, pintas

- tons de marrom, chocolate e vermelhos

- tons baios, apricot e dourados

- tigrado, máscara e black and tan

- quando o exame de DNA é necessário

- problemas de saúde relacionados à coloração

 

- A Genética do Comportamento Canino

Publico alvo: criadores de cães

Conteúdo:

-A história da genética do comportamento

-A genética da domesticação

-Desordens raras do comportamento: etiologias monogênicas

-Variação comportamental normal entre cães: etiologia multifatorial

- conceito e aplicação da herdabilidade para o comportamento canino

- dados atuais sobre genes que influenciam no comportamento

- epigenética 

- O melhoramento genético das displasias coxofemoral e de cotovelo

Publico alvo: criadores de cães

Conteúdo:

- o tamanho do problema: prevalência por raças

- nem somente ambiental nem somente genética: o que é etiologia multifatorial

- avaliações de pais da ninhada: até onde diminui o problema?

- método de análise do pedigree: indo além 

- uma reflexão sobre garantias em contrato de compra/venda

- teste genético para displasia coxo femoral: predisposição no labrador

- melhoramento para displasias no primeiro mundo: os EBVs

- Consanguinidade: riscos, mitos e verdades

Publico alvo: criadores de cães

Conteúdo:

- efeito geral da consanguinidadade

- importância da variabilidade genética

- relação entre variabilidade genética e herdabilidade: possibilidades para o melhoramento

- o papel da consanguinidade na criação de novas raças

- consanguinidade e prepotência

- inbreeding, linebreeding, crossbreeding, outbreeding e outcross

- medindo a intensidade da consanguinidade: COI

- diferença entre COI calculado por pedigree e por exame de DNA

- influências da consanguinidade sobre: risco de doenças recessivas, tamanho da ninhada, imunidade, câncer, expectativa de vida